Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.

Olhos cansados: principais sintomas e o que fazer?

6 Maio, 2020

Dores de cabeça, sensibilidade à luz, visão distorcida e vermelhidão são os principais sintomas de olhos cansados. Este problema, além de ser bastante frequente, condiciona a qualidade de vida. Viva Melhor diz-lhe o que fazer e recomenda Omega Gold para a manutenção da visão normal.

Olhos cansados: principais sintomas e o que fazer?

Ter os olhos cansados é muito frequente, mas diminuiu substancialmente a qualidade de vida. A tensão, o desgaste e o cansaço dos olhos devem-se sobretudo a determinadas doenças, como a miopia, a hipermetropia ou o astigmatismo, ou a maus hábitos no quotidiano.

Tanto no trabalho, como em momentos de diversão e lazer, os olhos sofrem com o esforço que fazem para focar determinadas situações ou objetos, como o ecrã do computador, o smartphone ou o tablet.

Condução e leitura excessiva, exposição a muita ou pouca luz, atividades que exigem o foco num determinado ponto, pouco descanso ou stress são fatores determinantes para o cansaço nos olhos.

Sintomas

Quando os olhos estão cansados, os principais sintomas passam pelas dores de cabeça, sensibilidade à luz, visão imprecisa e imagens distorcidas, dificuldade em focar e sensação de peso nas pálpebras, olhos vermelhos, lacrimejantes e secos. Dores no pescoço, nos ombros ou nas costas são também frequentes. Tonturas podem acontecer, mas são menos habituais.

O que fazer?

Aliviar os sintomas: aplicar um pano molhado em água morna nos olhos secos – com os olhos fechados – é um tratamento natural que pode ajudar a aliviar os sintomas de olhos cansados.

Descansar: se os olhos estão cansados por excesso de atividade física, falta de sono ou stress, é aconselhável investir em horas de sono e descanso, já que é durante o sono que os nutrientes essenciais são fornecidos aos olhos.

Pestanejar: piscar os olhos é indispensável para a hidratação ocular. Quando a pálpebra superior e a pálpebra inferior entram em contacto, são libertadas lágrimas que humidificam o olho e impedem a secura.

Evitar a exposição a muita ou pouca luz: elimine alguma luz exterior e reduza a iluminação do interior. Utilize lâmpadas de menor intensidade e evite lâmpadas fluorescentes. Convém que intensidade da luz seja suficiente para não esforçar os olhos.

Evitar ambientes secos: ambientes secos são determinantes para o cansaço nos olhos. Evite locais com ar condicionado ativo, uma vez que ajuda à evaporação das lágrimas, deixando os olhos secos.  

Evitar esforçar os olhos: se trabalha em frente ao computador, vê televisão ou utiliza o telemóvel constantemente, faça pausas (pelo menos cinco minutos a cada meia hora). Mantenha o ecrã do aparelho eletrónico a uma distância de 50cm a 70cm dos olhos e limpe-o com frequência.

Ter atenção à respiração: tal como pestanejar, respirar também é importante. O cérebro e os olhos consomem bastante oxigénio. Se essas zonas não forem abastecidas com a quantidade adequada de oxigénio, ficarão naturalmente desgastadas e deixarão de funcionar adequadamente.

Viva Melhor recomenda Omega Gold

Com ácidos gordos essenciais, Omega Gold contribui para a manutenção de uma normal função cerebral, ajuda a diminuir os níveis de triglicéridos e LDL, tem um papel na manutenção de uma visão normal, contribui para o normal funcionamento do coração e auxilia na prevenção dos processos inflamatórios.

Experimente já e alivie os seus sintomas!

Veja também:

 

 

 

Deixe uma resposta