Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.

O que são os suplementos alimentares?

24 Fevereiro, 2020

Para reforçar a prevenção de problemas de saúde é aconselhável a toma de suplementos alimentares. Viva Melhor esclarece todas as dúvidas e reforça a importância da suplementação para a qualidade de vida e bem-estar.

O que são os suplementos alimentares?

O que são os suplementos alimentares?

Suplementos alimentares são produtos cujo papel fundamental é a complementação da alimentação. Apresentam-se, normalmente, em cápsulas ou comprimidos, e as suas funções variam de acordo com as determinadas composições.

Constituídos por substâncias como vitaminas, minerais, fibras, ácidos gordos ou aminoácidos, os suplementos alimentares combatem carências alimentares, aumentam a quantidade ingerida de uma substância, previnem e combatem problemas de saúde física e mental.

Quando o corpo humano se encontra enfraquecido – por razões etárias, genéticas, estilo de vida ou alimentação – consomem-se suplementos alimentares com o objetivo de melhorar o seu funcionamento.

Os suplementos alimentares devem ser tomados de acordo com as necessidades físicas ou mentais específicas de cada pessoa, em doses corretas e sem exageros. Há produtos indicados exclusivamente para a perda ou ganho de peso, para o envelhecimento, para vidas agitadas, para o fortalecimento do sistema imunitário ou, simplesmente, para a carência de nutrientes específicos.

A suplementação alimentar não substitui um regime alimentar normal nem a atividade física, pelo que é crucial investir numa alimentação equilibrada e numa vida ativa.

Desde que sejam tomados nas doses recomendadas, os suplementos alimentares não prejudicam a saúde nem o bem-estar. Para garantir a segurança e eficácia dos produtos, é aconselhável seguir as recomendações inscritas na embalagem do suplemento alimentar.

Quais são as vantagens da suplementação alimentar?

As vitaminas e os minerais são essenciais ao bom funcionamento do corpo humano, contribuindo para o reforço do sistema imunitário, para a proteção de células, ossos e músculos e para a manutenção da atividade cerebral. No entanto, ainda que o estilo de vida adotado seja saudável e equilibrado, nem sempre é possível responder às necessidades do organismo, que passa a carecer de vitaminas e minerais, aconselhando-se, por isso, o recurso à suplementação alimentar.

Restrições alimentares devido a alergias ou regimes alimentares específicos e doenças que provocam dificuldade na absorção de nutrientes exigem o recurso à suplementação alimentar, que ajuda a colmatar a falta de vitaminas e minerais.

Os suplementos alimentares permitem um corpo mais saudável aliado à boa disposição e ao menor risco de desenvolver problemas de saúde, uma vez que fortalecem o sistema imunitário. A quem faz desporto ou tem uma via agitada, fornecem energia e ajudam a reforçar os seus rendimentos físico e mental.

A alimentação não permite o consumo de certas substâncias essenciais ao funcionamento do corpo humano. A toma de suplementos alimentares é importante porque complementa a alimentação.

A quem se destinam os suplementos alimentares?

Os suplementos alimentares destinam-se a pessoas de todos os sexos e idades, saudáveis ou não, que pretendam ter um papel ativo na própria saúde, qualidade de vida e bem-estar.

Crianças e grávidas podem tomar suplementos alimentares, mas com restrições. Por serem consideradas vulneráveis, há limites de consumo.

Além de compensar carências alimentares, melhorar a flora intestinal, reforçar a imunidade, fornecer energia e normalizar as funções físicas e psicológicas, a suplementação alimentar dedica-se a situações específicas.

Alimentação restrita: no caso de pessoas com restrições alimentares – como é o caso do vegetarianismo – a suplementação alimentar pode ser crucial para a saúde. Ao restringir o consumo de certos alimentos, como a carne e o peixe, deixa-se de ingerir substâncias de origem animal essenciais ao organismo. Aliar a dieta vegetariana ao consumo de suplementos alimentares constitui uma mais valia para o bom funcionamento do corpo humano.

Vida ativa: para pessoas com uma vida muita ativa, como é o caso dos desportistas, os suplementos alimentares são eficazes no aumento da energia e do rendimento.

Envelhecimento: também no envelhecimento os suplementos alimentares têm um papel considerável, no que toca principalmente ao reforço dos ossos e articulações e tratamento de rugas.

Controlo de peso: o recurso a suplementos alimentares para controlar o peso é também recorrente, tanto para quem quer engordar, como para quem procura emagrecer.

Quais os tipos de suplementos alimentares?

Dos probióticos aos multivitamínicos, a suplementação alimentar promete – e cumpre – os mais diversos benefícios. Há vários tipos de suplementos alimentares e o seu consumo varia conforme as necessidades físicas ou mentais de cada pessoa.

Probióticos: os probióticos são compostos por bactérias. Os suplementos alimentares com probióticos permitem a regeneração e a restauração de uma quantidade equilibrada de bactérias benéficas para o organismo. Ao colonizarem os intestinos, o probióticos alteram a composição da flora intestinal e contribuem para a saúde gastrointestinal. Além de nos suplementos alimentares, também podemos encontrar probióticos em iogurtes e alimentos fermentados.

Vitaminas

vitaminas são nutrientes imprescindíveis ao bom funcionamento do corpo humano. Existem variados suplementos alimentares compostos por uma ou mais vitaminas (multivitamínicos), que colmatam as carências alimentares. (Suplemento VITASOL – Complexo de Vitaminas + Minerais + Prebióticos + Probióticos)

Também denominada por Retinol, a vitamina A é uma das mais importantes para o organismo. Os suplementos alimentares com esta vitamina têm uma composição antioxidante que reforça o sistema imunitário, protege a pele, melhora a visão e favorece a renovação das células. Entre os alimentos com vitamina A, destacam-se os ovos, a cenoura, a batata doce, a manga e o espinafre.

A vitamina B é composta por vários tipos que vão do B1 ao B12. Suplementos alimentares com esta vitamina favorecem o bom funcionamento do organismo: auxiliam a oxidação dos carboidratos e o funcionamento do sistema digestivo, melhoram a coordenação motora, estimulam o apetite e mantêm a pele saudável. Entre as vitaminas do tipo B destaca-se a B12 que existe em suplementos alimentares de forma isolada, por ter particular importância no desenvolvimento e manutenção do sistema nervoso. O consumo de suplementos alimentares com Vitamina B12 é aconselhável a pessoas vegetarianas, por ser um nutriente de origem animal. As vitaminas do complexo B estão presentes em alimentos como o peixe e a carne, castanhas, abacate e vegetais verdes, como a couve e o espinafre.

A mais conhecida é a vitamina C, ou ácido ascórbico. Sendo hidrossolúvel, o organismo não a armazena em quantidades significativas, daí ser necessário o recurso a suplementos alimentares. A vitamina C tem um papel fundamental na proteção do sistema imunitário e na absorção do ferro. Facilita a cicatrização da pele, melhora a circulação sanguínea e ajuda a combater os sintomas de gripes e constipações. Quando há défice significativo de vitamina C, é aconselhável a toma de suplementos alimentares. A laranja, o limão, a clementina, o morango, o kiwi, a couve de Bruxelas e os brócolos são alguns dos alimentos compostos por esse ácido (Fortymun P – Apoiar e manter o funcionamento do sistema imunitário).

A vitamina D é a vitamina do sol e produz-se na pele por ação dos raios solares. A exposição solar é, portanto, determinante para a obtenção de vitamina D. A insuficiência deste nutriente pode ter um impacto negativo no organismo, prejudicando os ossos e os músculos, sendo por vezes necessário recorrer à suplementação alimentar.

O seu consumo ajuda a prevenir alguns tipos de cancro, obesidade e diabetes, protege a saúde cardiovascular, melhora o tónus muscular e tem um papel importante na fixação do cálcio nos ossos. A carência de vitamina D é muito comum em pessoas com mais de 50 anos, a quem se aconselha o consumo de suplementos alimentares.

Também conhecida por tocoferol, a Vitamina E tem um papel fundamental no metabolismo de todas as células. Atua como antioxidante e protege as membranas celulares dos efeitos nefastos dos radicais livres. Os suplementos alimentares com Vitamina E promovem o bom funcionamento do sistema imunitário e são importantes para a produção de glóbulos vermelhos. Alguns dos alimentos compostos por Vitamina E são o abacate, a amêndoa, o amendoim e a noz.

Presente no fígado, cérebro, coração, pâncreas e ossos, a Vitamina K é importante para a normal coagulação do sangue e para a manutenção na normalidade dos ossos e de outros tecidos. Além dos suplementos alimentares ricos em Vitamina K, destacam-se alimentos como o brócolo, a couve de bruxelas, a couve flor, o espinafre, a alface e o pepino.

Minerais

Ferro: o ferro é um mineral fundamental ao bom funcionamento celular, à síntese de DNA, ao metabolismo energético e ao transporte de oxigénio. Os suplementos alimentares à base de ferro desempenham um papel importante na produção de colágeno e elastina, dois componentes necessários ao bom funcionamento do sistema imunitário, à produção de vários neurotransmissores cerebrais e à proteção contra danos provocados por oxidantes. Podemos encontrar ferro sobretudo em carnes vermelhas, no peixe, na beterraba e na gema de ovo.

Magnésio: o magnésio é um mineral naturalmente presente em muitos alimentos e existe em abundância no organismo. Suplementos alimentares compostos por magnésio têm um papel importante no transporte de cálcio e potássio através das membranas celulares e ajudam na condução dos impulsos nervosos, contração muscular e manutenção do ritmo cardíaco normal.

A ingestão de suplementos alimentares com magnésio contribui para uma normal função psicológica, para a manutenção de ossos e dentes normais e para o processo de divisão celular. Salmão, mexilhão, grão de bico, banana, noz e amêndoa são boas fontes de magnésio.

Cálcio: o cálcio é um mineral essencial ao funcionamento do corpo humano. A sua principal função prende-se com a formação e desenvolvimento dos ossos e dentes. Cerca de 99% do cálcio existente no nosso organismo está nos ossos e dentes; o restante 1% está no sangue, músculos e outros tecidos. O cálcio participa na transmissão de impulsos nervosos, contração muscular e coagulação sanguínea.

Os suplementos alimentares compostos por este mineral são muitas vezes consumidos como forma de prevenção a partir de uma certa idade, com o objetivo de evitar ou reduzir os efeitos da osteoporose. Podemos consumir cálcio também através do leite, queijo, iogurtes, tofu e feijão branco.

Proteína: proteínas são macromoléculas biológicas constituídas por uma ou mais cadeias de aminoácidos. Presentes em todos os seres vivos, desempenham tarefas cruciais no organismo. Além de contribuírem para a construção e para a manutenção de ossos e músculos, as proteínas participam na formação de enzimas, anticorpos e hormonas.

Os suplementos alimentares à base de proteína são consumidos sobretudo por desportistas, antes e depois dos treinos, para desenvolver e reparar os músculos. As proteínas encontram-se principalmente em alimentos de origem animal e vegetal. A carne, o peixe, os ovos, o leite, o queijo e o iogurte são fontes de proteínas completas. Entre as principais fontes vegetais ricas em proteína estão as leguminosas, principalmente o feijão, as lentilhas, a soja e o grão-de-bico.

Quais os cuidados a ter com os suplementos alimentares?

A suplementação alimentar – apesar de não ser medicação nem necessitar de prescrição médica – também tem regras. Seja para complementar a carência na alimentação ou para aumentar a ingestão de determinada substância, é estritamente necessário o consumo de suplementos alimentares na dose correta. O exagero na dose pode trazer consequências graves para o organismo. No caso das proteínas, por exemplo, o exagero pode causar sobrecarga nos rins.

Os suplementos alimentares não podem nem devem substituir um regime alimentar variado. É importante aliar a suplementação alimentar a um regime alimentar saudável e equilibrado e um modo de vida ativo.

Em caso de alergia a qualquer um dos constituintes da formulação do suplemento alimentar, não é recomendável o seu consumo. É aconselhável o contacto com um especialista no caso de dúvidas.

Suplementos alimentares Viva Melhor

Conservar os ossos (Calcitrin), proteger as células contra as oxidações indesejáveis (Cogumelo do Tempo, Nicowin, SinOxiSUN), manter os níveis normais de colesterol e açúcar no sangue (Colesterix, Glisin) ou apoiar e manter o funcionamento do sistema imunitário (Fortymun P) são missões fundamentais dos suplementos alimentares Viva Melhor.

Estes produtos destinados a complementar a alimentar ajudam também a manter as funções cerebrais e cardiovasculares normais (Omega Gold), manter a saúde do trato gastrointestinal (Vitasol), controlar o peso (Emagreslim) e conservar a produção de colagénio do corpo (Viva Collagen), tudo com o objetivo de proporcionar melhor qualidade de vida e bem-estar aos consumidores.

Conheça os nossos suplementos alimentares e escolha o mais indicado para as suas necessidades físicas ou mentais.

Experimente já e Viva Melhor!

Veja também:

 

 

 

Deixe uma resposta