Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.
Escolha do consumidor Prémio 5 Estrelas

Exercício físico: prevenção e cura de lesões desportivas

22 Maio, 2018

Conheça os riscos da prática de exercício físico e saiba como evitar que uma prática tão benéfica para a sua saúde se possa transformar numa fonte de dores e problemas

Riscos da prática de exercício físico

Praticar exercício físico é fundamental para uma vida saudável, por isso, é tão comum ver pessoas a correr, caminhar ou nos ginásios.

 

Ainda assim, saber quais os riscos da prática de atividade física é uma preocupação que deve ser constante. Por exemplo, algumas lesões resultam de acidentes, outras surgem na sequência de más práticas, equipamento inadequado ou aquecimento e alongamento insuficientes.

 

Neste artigo saiba quais os riscos de praticar exercício e como curar e prevenir futuras lesões.

 

Acidentes musculares

Contusão simples

É uma lesão superficial sem ferida, que se caracteriza pela presença de um hematoma e pelo eventual rompimento de algumas fibras musculares. É provocada por impato ou choque direto causado sobre o músculo.

Tratamento
  • Para diminuir o hematoma e anestesiar a região atingida, é aconselhada a aplicação de uma compressa de gelo ou de um saco de gelo nas primeiras 12 horas.
  • Após este tempo, aplique no local compressas quentes de uma infusão forte de milefólio.
  • A cada 6 horas, aplique tintura de arnica e pomada de confrei.
  • Pode também alternar com um cataplasma quente de mel misturada com argila e cebola ralada (pode encontrar estes produtos à venda em ervanárias e lojas de produtos naturais).
  • Deve manter-se em repouso.

Contusão muscular grave

É a rotura de numerosas fibras musculares, que surge frequentemente nos atletas que não realizam o aquecimento adequado. Inicialmente, a contusão é flácida, depois passa a ser um caroço duro. É uma lesão dolorosa, que exige observação médica.

Estiramento

O estiramento acontece em atletas que realizam um aquecimento insuficiente e submeteram os músculos ao seu máximo de elasticidade.

 

Neste caso, é aconselhado o repouso e as massagens suaves com pomada de confrei e compressas quentes.

Escoriação

É um ferimento leve sem profundidade. Deve lavar o local com água e sabão e desinfetar. Pode aplicar pomada de confrei ou de arnica.

Tendinite

É uma inflamação dos tendões que pode ser causada por cansaço extremo, prática desportiva errónea, esforço muscular exagerado, manobras repetitivas, hidratação insuficiente e utilização de material desportivo inadequado.

 

Trata-se de um problema relacionado com a posição assumida em manobras repetitivas ou esforço localizado anti-anatómico, pelo que poderá ter que ficar em repouso e imobilizado. Por vezes, os tenistas sofrem de «tennis elbow» ou tendinite no cotovelo e os trabalhadores que utilizam o teclado do computador queixam-se de dores no antebraço.

 

Deve consultar o médico para lhe receitar um anti-inflamatório. Neste caso, é também indicada a aplicação de compressas quentes de mel, argila e cebola ralada.

Entorse

É uma lesão articular de natureza traumática, que compromete os ligamentos sem que ocorra luxação (deslocamento repentino das extremidades dos ossos de uma articulação).

 

O entorse simples (ligamento esticado) é tratado com aplicações de gelo. Após 12 horas, aplique pomada de confrei ou compressas quentes de chá de milefólio, seguidas de uma ligadura. Fique em repouso.

 

No caso de entorse grave (ligamento forte distendido) dirija-se às urgências hospitalares ou a um centro de saúde para ser observado por um médico. O tratamento consiste na aplicação de gesso sobre a articulação.

Luxação

É um traumatismo articular acompanhado de deslocamento das superfícies articulares. Os locais mais afetados são os ombros, os dedos e os tornozelos. Este tipo de lesão dá dores intensas, pelo que deve dirigir-se às urgências do hospital para receber tratamento adequado.

Cãibras

A cãibra é uma contração involuntária, dolorosa e passageira, que resulta de um esforço exagerado. As atividades que forçam certos músculos, como no caso dos nadadores, maratonistas, atletas de fim-de-semana, dançarinos e outros profissionais, podem acarretar cãibras.

 

As causas para este problema são variadas e podem manifestar-se tanto em repouso como em movimento. Trata-se de uma fadiga muscular, com excesso de ácido láctico e deficiência de cálcio, sódio, potássio ou outro eletrólito.

Tratamento
  • Não force o músculo contraído. Mantenha-o em repouso, relaxe e respire fundo.
  • Massaje vigorosamente o músculo para aumentar a circulação sanguínea local e aplique compressas quentes.
  • Se a cãibra ocorrer na barriga da perna, levante-se e fique na ponta dos pés.
  • Se estiver deitado, aponte os dedos dos pés para o teto.
  • Pode também tomar um duche de água quente para estimular a circulação.
Prevenção
  • Para prevenir as cãibras, é importante que aqueça antes e alongue depois da prática desportiva.
  • Durante os exercícios, procure não forçar os músculos.
  • Os complementos vitamínicos (vitaminas B6, C e E) e de sais minerais (cálcio, magnésio, sódio e potássio) também são indicados para prevenir este problema.
  • O mel, devido à sua riqueza em potássio e outros nutrientes, é ótimo para evitar as cãibras. Tome uma colher de sopa de mel antes de realizar qualquer atividade desportiva ou desgastante.

 

O suplemento alimentar Calcitrin Md Rapid, da Viva Melhor, vai ajudá-lo a prevenir as cãibras, porque contribuir para a normal absorção do cálcio e fósforo, manutenção de ossos normais, normal funcionamento muscular e formação de colagénio para o funcionamento das cartilagens.

Bolhas

As bolhas são formadas por um afluxo de serosidade liquida, quase transparente, que levanta a pele. Quando uma pessoa usa calçado novo e apertado ou tem dobras nas meias, há fricção sobre a pele dos pés, o que provoca a formação de bolhas.

 

Para deixar o organismo absorver o líquido, não deve retirar a pele da bolha.

 

Porém, se a bolha for muito grande e incomodar ao andar, com uma agulha desinfetada e após limpar a pele ao redor da bolha com um desinfetante, faça um pequeno furo e deixe esvaziar, sem remover a pele. A seguir, aplique uma pomada que promova a rápida cicatrização da pele (Halibut, por exemplo) e ligue o pé. Faça esta terapia todos os dias até cicatrizar.

 

Outros riscos

Desidratação

Quando os líquidos são perdidos, através do suor, mais rapidamente do que são repostos, a pessoa encontra-se num processo de desidratação. O exercício intenso em condições quentes e húmidas aumenta ainda mais este risco.

 

A desidratação resultante da falta de reposição adequada de líquidos durante o exercício pode comprometer a dissipação do calor, o que eleva a temperatura corporal basal e aumenta o esforço do sistema cardiovascular. Para além disso, também pode prejudicar a função térmica, aumentando o risco de exaustão e choque térmico.

 

Para prevenir esta situação, é importante um nível de hidratação adequado nas pessoas fisicamente ativas, o que só é possível se beberem líquidos suficientes antes, durante e após o exercício.

 

A ingestão de 250 a 600 ml de líquidos, pelo menos 2 horas antes da atividade, irá assegurar um início com um grau de hidratação apropriado. Durante a prática de exercício, o objetivo da ingestão de líquidos é repor o que foi perdido, sendo necessário beber pequenos volumes (cerca de 150 ml de líquido) regularmente a cada 20/25 minutos.

Hipotermia

A hipotermia é uma condição potencialmente fatal caracterizada por uma temperatura central inferior aos 37ºC normais. As temperaturas centrais abaixo de 27,5ºC podem resultar em morte.

 

Os primeiros sintomas desta situação englobam fraqueza, fadiga e diminuição do tremor. Nas fases mais avançadas, os sintomas são o colapso e a inconsciência. No caso da actividade física, o risco de hipotermia grave acontece quando há imersão em água fria, roupas húmidas e ventos fortes, ou seja, quando há condições que levam ao aumento da perda de calor corporal.

 

Atenção:

 

Apesar de ter riscos, o exercício físico deve ser praticado, pois se for devidamente prescrito e acompanhado, os benefícios são imensos.

 

Pode consultar mais conselhos no livro Viva Melhor Atividade Física.

Veja também: