Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.
Escolha do consumidor Prémio 5 Estrelas

Descubra como ter mais disposição no seu dia-a-dia!

31 Julho, 2018

Se o desânimo se tornou o seu melhor amigo e a preguiça a sua confidente, esteja atento, pois tal pode constituir um sinal de que a sua alimentação não está a suprir todas as suas necessidades energéticas e nutricionais. “A alimentação interfere e muito, na energia para executar as tarefas diárias. Quando ela é rica […]

Se o desânimo se tornou o seu melhor amigo e a preguiça a sua confidente, esteja atento, pois tal pode constituir um sinal de que a sua alimentação não está a suprir todas as suas necessidades energéticas e nutricionais.

A alimentação interfere e muito, na energia para executar as tarefas diárias. Quando ela é rica em gorduras saturadas, fritos, carne vermelha, açúcares refinados, doces, e pobre em frutas, legumes e verduras, a sensação de cansaço, sono excessivo e dificuldade de concentração é inevitável”.

Como será então que podemos reverter este quadro? De seguida, apresentamos 3 dicas excelentes para incorporar nos seus hábitos alimentares e assim experimentar uma mudança de atitude!

 

  1. Lembre-se que os doces não são a solução

Quando estamos indispostos e sem energia, recorremos aos doces para levantar o ânimo e o humor. Nestas horas, comer chocolate, doces e gomas serve para aparentemente resolver o nosso problema. No entanto, este hábito pode trazer consequências mais graves posteriormente. O açúcar é rapidamente digerido pelo organismo, sendo transformado em glicose e libertando energia para as células trabalharem. Porém, se consumido em excesso, este gera uma quantidade desnecessária de combustível, requerendo um trabalho adicional do pâncreas ao nível da produção de insulina. Este quadro, repetido inúmeras vezes, poderá contribuir para o “cansaço” deste órgão, contribuindo para o surgimento da diabetes.

 

  1. Procure boas fontes de hidratos de carbono

Os hidratos de carbono estão presentes nos alimentos que fornecem energia, pelo que não é indicado proceder à sua exclusão. Por esta razão, é necessário ter cuidado com as famosas dietas “low carb”. Se deseja perder peso, é importante que conheça os riscos da dieta “low carb” para a saúde. O emagrecimento não ocorre apenas por causa da restrição de hidratos, mas sim pela quantidade total de calorias ingeridas diariamente. Como os hidratos representam a principal fonte de energia para o cérebro, o aparecimento de dores de cabeça, mal-estar e dificuldades de concentração podem constituir sintomas de uma dieta muito restritiva.

Relativamente aos hidratos, prefira os integrais, uma vez que são mais ricos em nutrientes, principalmente fibras, proporcionando uma maior saciedade e mantendo a glicemia estável durante mais tempo, o que leva a uma distribuição mais igualitária de energia ao longo do dia.

  1. Consuma mais vitamina C

As frutas cítricas, como laranja, limão, tangerina e kiwi, apresentam uma maior concentração de vitamina C, que é um poderoso antioxidante que previne a acção dos radicais livres e fortalece o sistema imunitário, ajudando a manter os níveis de energia durante todo o dia. Para além disso, esta vitamina também tem outros benefícios, como auxiliar na absorção de ferro, diminuir o stress, melhorar o humor e contribuir para a saúde dos ossos e da pele.

A dose diária de vitamina C recomendada para um adulto saudável é entre 75 a 90 mg. Esta dosagem pode ser facilmente adquirida através de uma alimentação saudável e equilibrada. Contudo, a mesma também existe na forma de suplementação, como no caso da vitamina C efervescente. Cada comprimido a ser dissolvido na água possui uma elevada concentração de vitamina C (1000 mg), sendo amplamente usado para fortalecer o sistema imunitário e repor eventuais carências desta vitamina.

 

Gostou das nossas dicas? Tem alguma outra que deseje compartilhar connosco? Se sim, escreva-nos sobre os alimentos que o ajudam a ultrapassar o cansaço e lhe dão mais disposição!

 

Veja também: