Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.
Escolha do consumidor Prémio 5 Estrelas

Deixar de fumar é agarrar a vida

30 Maio, 2018

«Fumar mata». Quantas vezes já lhe passou esta frase pelos olhos? E por que razão ainda não lhe deu a importância devida? Não o mata só a si, mas também a quem lhe quer bem.

Deixar de fumar é agarrar a vida

Fumar é a primeira causa evitável de doença, incapacidade e morte prematura. Em Portugal, o tabaco é a causa de morte direta de uma pessoa por hora. São 12 mil por ano. Entre os 45 e os 59 anos, uma em cada quatro mortes é causada pelo tabaco.

 

E um fumador não se prejudica apenas a si. Quem fuma expõe quem o rodeia aos mesmos 4000 químicos tóxicos (entre os quais, alcatrão e monóxido de carbono) presentes no fumo do cigarro. Os não fumadores, ou fumadores passivos, inalam estes químicos e ficam sujeitos também a múltiplos problemas de saúde.

 

Um fumador passivo corre igualmente o risco de desenvolver doenças cardiovasculares (enfarte do miocárdio e acidente vascular cerebral), cancros (da mama, do pulmão, renal e tumores cerebrais) e também está sujeito a sofrer de infeções e doenças respiratórias.

 

Os perigos do fumo passivo não afetam apenas quem está ao lado e respira o fumo que sai de um cigarro aceso. Há especialistas que defendem que o fumo mais danoso é precisamente o que não se vê. O «fumo em terceira mão», ou seja, o depósito de partículas das substâncias do fumo nas superfícies como, por exemplo, roupas, é igualmente prejudicial para a saúde.

 

Benefícios imediatos de deixar de fumar

 

Se estes dados não são suficientemente assustadores para largar o cigarro, saiba quais os benefícios imediatos e a curto-médio prazo de deixar de fumar. A American Cancer Society criou uma linha temporal que lhe mostra os efeitos positivos que pode alcançar logo desde os primeiros minutos em que deixa de fumar.

  • Depois de 20 minutos: A pressão sanguínea desce até à pressão normal.
  • Depois de 8 horas: os níveis de monóxido de carbono no sangue descem metade e os níveis de oxigénio voltam ao normal.
  • Depois de 48 horas: A probabilidade de ter um ataque cardíaco desce consideravelmente. O paladar e o olfato retomam os níveis normais.
  • Depois de 72 horas: Os brônquios relaxam e os níveis de energia sobem.
  • Depois de 2 semanas: A circulação de sangue aumenta e continua a melhorar nas 10 semanas seguintes
  • Depois de 3 a 9 meses: tosse e problemas respiratórios dissipam e a capacidade pulmonar aumenta 10%.
  • Depois de 1 ano: O risco de sofrer de um ataque cardíaco desce para metade
  • Depois de 5 anos: O risco de ter um acidente vascular cerebral retorna ao de um não-fumador.
  • Depois de 10 anos: O risco de cancro do pulmão é igual à de um não-fumador.
  • Depois de 15 anos: O risco de ataque cardíaco retorna ao de um não-fumador.

 

Além de estar a diminuir o risco de morte prematura ou de doenças incapacitantes, deixar de fumar vai ter impacto na sua qualidade de vida e na sua capacidade física. Vai notar também que os dentes e a pele ficam mais bonitos, o hálito melhora e vai deixar de cheirar a tabaco.

 

Vai garantir também ganhos financeiros substanciais. As contas são fáceis. Se fumava um maço por dia estava a gastar, contas redondas, 1800 euros por ano. Se vai deixar de fumar, já está a poupar.

 

Vença a resistência do corpo e mente

 

Os benefícios de deixar de fumar são inequívocos. Já está decidido? Então agora consciencialize-se. Saiba que não vai ser fácil. Mas reconhecê-lo vai ajudá-lo a garantir um menor risco de recaída.

 

A sua capacidade física vai ressentir-se no primeiro mês. A ausência de nicotina conduz a um síndrome de privação o que poderá levar a sintomas de irritabilidade, ansiedade, depressão, mal-estar geral, dores de cabeça e alterações do sono. Vai ter vontade de voltar a pegar num cigarro, mas essa vontade intensa vai esmorecer ao fim de um mês.

 

Uma das soluções para fugir à tentação é arranjar novas ocupações e fugir de hábitos que antes associava ao tabaco. Se ia beber café e fumar depois da refeição, passe a ir a outro sítio ou a fazer uma caminhada. O fumo cria automatismos. Perceba os seus e faça uma lista de coisas diferentes que pode fazer para se sentir bem sem fumar.

 

É possível que note um ligeiro aumento do apetite no primeiro ano, pois o metabolismo corporal reage a uma melhoria no paladar.

 

Se tiver dificuldade em deixar o tabaco de lado, experimente Nicowin, um suplemento alimentar que contribui para o relaxamento e normal funcionamento do sistema nervoso e proteção contra as oxidações indesejáveis das células.

 

Veja também: