Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.

Benefícios e riscos da dieta vegetariana

21 Fevereiro, 2020

A dieta vegetariana, apesar de ser saudável e benéfica para o nosso organismo, tem riscos. Viva Melhor preparou um artigo para si sobre os prós e contras deste regime alimentar onde predominam os produtos de origem vegetal.

Benefícios e riscos da dieta vegetariana

Na dieta vegetariana a carne e o peixe são quase sempre excluídos, predominando os produtos de origem vegetal. Este regime alimentar tem ganho seguidores de forma exponencial nos últimos anos, quer por motivos éticos, religiosos ou culturais. Estima-se que existam 30.000 vegetarianos em Portugal.

Existem vários tipos de vegetarianos: os ovo-lacto-vegetarianos (que consomem lacticínios e ovos), os lacto-vegetarianos (que consomem lacticínios), os ovo-vegetarianos (que consomem ovos) e os veganos (que não consomem ovos, nem lacticínios nem quaisquer outros produtos de origem animal).

A dieta vegetariana tem vindo a ser associada à perda de peso , uma vez que é composta por alimentos de baixas calorias (frutas, legumes e verduras), abolindo alimentos de origem animal, o que contribui para diminuir os níveis de gordura saturada e colesterol.

Contudo, como em qualquer outra dieta, tem prós e contras.

Benefícios da dieta vegetariana

Tensão arterial baixa – De acordo com estudos recentes, este tipo de dieta pode ser o caminho ideal para tratar a tensão alta sem recorrer a medicação.

Menor risco de morte – Diversas pesquisas mostram que os vegetarianos tendem a ser mais saudáveis e a viver 20% mais tempo que os consumidores de carne, uma vez que a dieta não envolve quaisquer gorduras saturadas ou colesterol que possa obstruir as artérias e consequentemente têm menor risco de doenças crónicas.

Menor risco de cancro – Um estudo de 2016 publicado na Critical Reviews em Food Science and Nutrition, mostra que a dieta vegetariana protege contra o cancro, diminuindo a probabilidade total do aparecimento da doença em 8%.

Menor risco de diabetes – A dieta vegetariana por si só não é suficiente para curar a diabetes, contudo, ajuda a reduzir alguns sintomas relacionados com a diabetes e até tornar o nosso corpo mais responsivo à insulina.

Menor probabilidade de ter excesso de peso – Se estiver a tentar perder peso este tipo de dieta pode a escolha certa.

Riscos da dieta vegetariana

Problemas de Saúde – Ao restringir o consumo de alguns alimentos deixamos de ingerir substâncias de origem animal essenciais ao nosso organismo, como a vitamina B12, o cálcio, ferro e zinco. A falta da vitamina B12 pode desencadear anemia.

O cálcio permite a manutenção dos dentes e ossos e a sua limitação pode favorecer o desenvolvimento de osteoporose. O ferro é essencial para o transporte de oxigénio na corrente sanguínea e o zinco é fundamental para a formação de proteínas, divisão celular e síntese de muitas enzimas.

Comer fora é desafiante – Apesar de já existir oferta de restaurantes com pratos vegetarianos, a maioria dos menus ainda é destinada para quem come carne, pelo que se pode tornar um desafio.

Aumento do risco do cancro do cólon – Uma revisão publicada no American Journal of Clinical Nutrition revela: “dentro do estudo, a incidência de cancro do cólon foi maior em vegetarianos do que entre quem consome carne”.

Baixa densidade óssea – As dietas vegetarianas são mais saudáveis quando equilibradas e quando é ingerida uma grande variedade de alimentos. No entanto, a eliminação de fonte animal da dieta diminui consequentemente a ingestão de alguns nutrientes essenciais que influenciam o metabolismo ósseo.

Com Vitasol sinta o seu corpo a funcionar a 100%

Quer seja vegetariano ou não, Viva Melhor aconselha a toma diária Vitasol, suplemento multivitamínico, multimineral e multibiótico com mais de 40 vitaminas, minerais e bióticos que são absolutamente fundamentais para a saúde e bem-estar geral.

Veja também:

 

 

 

Deixe uma resposta