Atenção: Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a consentir a utilização dos cookies.

O cálcio é apenas necessário para os ossos?

O cálcio é um mineral fundamental para o metabolismo, que representa cerca de 1 a 2% do peso corporal de um ser humano adulto.
Para além do seu papel na manutenção óssea, este nutriente tem também muitos outros benefícios para a nossa saúde.
Apesar da sua influência amplamente conhecida na estrutura óssea, o cálcio tem também outras funções no nosso organismo, como ajudar no controlo muscular, na transmissão nervosa e na manutenção do equilíbrio ácido/base na corrente sanguínea.
O problema mais comum relacionado com o metabolismo do cálcio é, sem dúvida, a perda óssea devido à sua baixa quantidade no organismo. No entanto, pode também haver problemas quando a sua ingestão é excedente, uma vez que o seu excesso pode ser depositado em locais inadequados, como os vasos sanguíneos e os rins (sob a forma de pedras).
Por esta razão, em caso de necessidade, é preciso tomar um complemento adequado. Por exemplo, a ingestão de cálcio acompanhada de uma deficiência de vitamina D, devido à pouca absorção/utilização, pode eventualmente sobrecarregar os rins, sendo necessário um complemento que contenha esta vitamina. Como os músculos consomem uma grande quantidade de cálcio,
é preciso magnésio para garantir uma assimilação adequada. Deste modo, o cálcio, a vitamina D e o magnésio em conjunto, na dosagem certa, podem suprir as necessidades de cálcio e evitar a formação de depósitos no organismo.